Fascination Sobre Carlos Eduardo Veiga Petrobras

Sinto. Sou cfoitico diante Destes últimos projetos (fracassados) relacionados a 1 NAe Brasileiro nos últimos 20 anos. O papel aceita tudo. O orçamento não. E a realidade se impõe, tais como se impôs no nosso último devaneio do Espécie.

Olhando do ponto do vista do contribuinte e da economicidade do uso do dinheiro público, não faz sentido gastar tubos por dinheiro utilizando 1 meio caríssimo e praticamente desnecessário.

Este Porta Aviões é quem manda na superfície… Seja em 1 cenário defensivo ou ofensivo, ele é a arma mais útil de que navega Derivado do o mar.

Sãeste questões qual a sociedade brasileira precisaria estar avaliando para lançar este necessário apoio para a MB para qual ela possa cumprir dignamente tua função.

Se ela tivesse mantido este programa Harrier III lá pelo início Destes anos 2000, País do futebol, Espanha, Tailândia e até exatamente o USMC comprariam sorrindo uma Magnífico aeronave, testada, comprovada e usando custo atingível.

A opção Ainda mais racional e de que oferece maior flexibilidade seria sem duvida 2 Navantia JC I, contudo e ESTES F35 ???

Navais…por isso um “Harrier III” nãeste tinha chances e amplamente já havia sido feito de modo a se deter este

Carvalho, aumentar em 40m uma embarcação por 230 é um desafio amplamente significativo na minha opiniãeste.

Ou estamos agindo tais como meros copiadores por idéias e nos baseando no qual outros fazem, macaqueando seus erros e acertos?

A MB tem 1 “Bastante trauma”, uma “espinha de peixe” na garganta de que não Pode vir a ser engolida: a passagem da força tarefa britânica pelo Atlântico quando da Guerra das Malvinas/Falklands em 1982.

Por entendimento com esse raciocínio, a princípio esses aviões da Força Aeronaval operariam em navios por outras marinhas, a fim do preservar a capacitaçãeste Destes pilotos. Até qual seu futuro navio-aeródromo entre em operação, nos anos por 2030.

E surgem coisas curiosas como esta do se manter-se avaliando o apoio francês para se fazer 1 PA baseado pelo CDG; blogar, talvez, lá por 2035.

Ou mesmo que, projetar que daqui a 30 anos estaremos operando este qual ESTES países desenvolvidos já operam Este momento é se conformar de que até lá ainda seremos compradores “de oportunidade” por material obsoleto. Colossal futuro …

Tais como nosso país e povo é bem inconstante, sem saber muito bem o de que deseja, sempre ficaremos com essa dúvida, apesar do sermos aliados históricos DUSZAMERICANUS, entretanto, não aliados por primeira linha, mais nossas Forças Armadas sempre mantiveram um relacionamento próximo DE meu link FFAA Americana.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *